O espírito (de porco) da época

[Coluna da Inclusive.com número 7, agosto_2017] Tenho buscado me incorporar ao espírito da época, ou incorporá-lo, para ver se penetro no Bailão do Agora; em vão. A que templo, me indago, terreiro, clínica ou app de smartphone recorrerei para não me ver barrado no melhor do presente? Acaso, como um Fausto reles, como um Riobaldo reles do […]

Leia mais O espírito (de porco) da época

La Hermandad e os novelões mexicanos

As séries mexicanas que tento ver me lembram das célebres novelas mexicanas. Regresso à gloriosa era em que Gloria Magadan fazia o Brasil sonhar, lá se vão cinquenta anos. Tal o grau de canastrice e apelos furrecas daquelas produções. Deus Inc. (HBO), trama concebida por Sergio Sanchez Suarez e exibida no primeiro semestre de 2016, […]

Leia mais La Hermandad e os novelões mexicanos

O suicídio contido

Repasso o ensaio de George Steiner Uma leitura dissidente de Shakespeare, de Nenhuma Paixão Desperdiçada (Record, 2001). “Ich mag es nicht” (não gosto), Steiner cita Wittgenstein sobre o Rei Lear e outras passagens da obra do Bardo, a quem, como quer o professor Harold Bloom, devemos atribuir nossa própria humanidade literária. Tolstói, igualmente, não era […]

Leia mais O suicídio contido

Tempo morto para o compositor

Carmem Miranda gravou Tempo Perdido, de Ataulfo Alves (1909-1969), depois de reencontrar o compositor mineiro — a quem já conhecia como prático de farmácia — no escritório de Mr. Evans, diretor da RCA Victor, no Rio de Janeiro. Corria o ano de 1933. A história é contada no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. […]

Leia mais Tempo morto para o compositor