Augusto Massi+Pedro Nava-Piauí

franquilim
Franquilim da Silva, primo
Ressurrecto, o engenheiro agrônomo Franquilim da Silva, primo, manda lembrança + recado.
— A revista Piauí não aspira mais a ser a The New Yorker brasileira, portanto, nacional-carioca. A aspiração original é derrocada pela condição nacional-carioca. Não ter um padrão a sinalar-lhe é mais ruim que bom. Em Ipanema se publica boa leitura, ainda, sobretudo quando vertem a The New Yorker. E a repórter Daniela Pinheiro poderia trabalhar na revista americana. E os poemas de Augusto Massi, Piauí # 107, estão acima do nacional-carioquismo associativista da Piauí — e acima também de um certo Estats Units d’Amèrica que a The New Yorker não desborda —, como este:

 

RELÓGIO DA GLÓRIA

 

Quando o galo das trevas
disparou contra as têmporas da noite
maio soletrou suas primeiras sílabas de pólvora.

Ao lado do pé de fícus,
sob o relógio da Glória,
a morte cravou suas esporas.
O mundo bateu em retirada.
Pedro Nava foi embora.

pn0891925_tilley

Anúncios

Um comentário em “Augusto Massi+Pedro Nava-Piauí

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s